Make your own free website on Tripod.com








*Obscuro Luar*
As Fases da Morte













Home

Brincadeiras Sobrenaturais | Qual vampiro você é.. | As Fases da Morte | Cursos Excêntricos | Locadoras Virtuais | Mail *Obscuro Luar* | Wallpaper | Fórum by * Obscuro Luar * | O Perigo | Criaturas Noturnas | Tradição Vampírica | Rituais | Grupos Seguidores | São Paulo à noite | Contos Sombrios | Sobre mim | Contate-me





A Morte

Será Ela tão dolorosa ou uma benção?

A Morte

Tão doce é a morte que vem e te toca
Tão fria, tão calma, de lâmina afiada e presença letal...
...dá-te o seu toque, o último sentido, o último vivido e o primeiro a morrer.
Nem sente, nem vê. Mas sabe!
Foi um fim sem começo para um começo sem fim.
A dor nem tanto foi crítica, mas o arrependimento, torturante
No pensamento insano, desesperado...
...é a morte!
O total contrário desta vida, mas que te dá vida, porém eterna.
Talvez isolada, sofrida, ou mesmo calma.
Quem sabe?

Não precisa e nem adianta sentir medo, e nem ter coragem.
A inércia desta hora será grande, será infinita.
Seu fim lembrado, muitas vezes ao acaso.
Alguma lembrança sem valor - mas lembrança - deixada para trás.

Tão simples, também, é a morte por ser morte.
Por não morrer. Ao contrário da vida que sempre acaba, sempre morre.


(Eder Tiago 21/05/2001)
















Vejamos pelo lado científico:


morte anatômica - ocorre o cessamento total e permanente de todas as funções principais do organismo e sua interação com o meio ambiente ;

morte histológica igual à anterior , porém com extinção gradativa de todos os tecidos e células orgânicas ;

morte aparente na vigência da persistência da atividade circulatória do sangue , o indivíduo está aparentemente morto , como costuma ocorrer nos casos de afogamento e nos recém-nascidos com índice de Apgar baixo , razão pela qual a lei exige um período de 24 horas antes da inumação ( sepultamento ) do corpo ;

morte relativa seria a parada cardiocirculatória antes das manobras de reanimação cardiorespiratória que são rotineiramente empregadas , por exemplo , durante cirurgias , anestesias ou após um evento cardíaco agudo ( infarto do miocárdio ) ;

morte intermédia admitida apenas por alguns autores , precede à morte física propriamente dita , e estaria representada pela transmutação corpo-espírito , caracterizando um estado alfa da consciência ;

morte real é a verdadeira morte quando cessa totalmente a personalidade e qualquer tipo de energia vital, passando a se processar a decomposição da matéria orgânica do corpo em água, gazes e sais minerais.



janela.jpg

Agora, o lado sentimental traduzido em poesias e outros:


Todas as religiões tentam provar que depois da morte corporal , existe alguma coisa mais nos esperando. Os cristãos acreditam em ressurreição, ou seja, ficaríamos em algum lugar esperando o julgamento final. Os espíritas acreditam na encarnação e na reencarnação, quer dizer, você volta a viver em outro corpo para se aperfeiçoar mais e chegar mais perto de Deus. Até os cientistas, que só acreditam no que podem provar cientificamente, hoje já tentam provar que existe a vida após a morte. Então, porque temer o inevitável? Temos apenas que nos concientizar que a morte é apenas um recomeço. Devemos estar sempre preparados para que ela não nos pegue desprevenidos.


Precisava terminar...

de qualquer forma...



Vidros quebrados;

Pulsos cortados.



Rastejar-se no próprio sangue...

é tão frio...



Preciso descansar...



por que... a vida é tão amarga?

por que... apenas a morte traz alívio?



A incoerência desta maldita vida...

um tormento constante...

já não mereço morrer... em paz?



Até quando terei de viver?



Ajude-me, por favor, sepulte-me...

preciso descansar...

preciso descan..........



Ricardo Ortiz



Foram poucos passos,

E eu me encontrei distante demais de onde estava.

Não quis voltar enquanto podia, tinha que seguir.

Mas eu errei em esperar chegar num lugar melhor...



Aqui onde caí sou cego, surdo, mudo, morto...

Mas não estou morto o suficiente.



Estou no poço.

Sim, neste imundo poço

Onde apenas os mais miseráveis de espírito costumam cair.



Mas, todos os que aqui caem, morrem.

Eu sobrevivi...

resta-me apenas invejar os mortos.

Ricardo Ortiz


* Em breve, muito mais sobre esse assunto, pessoas que já passaram pelo tão conhecido "túnel da luz" relatam aqui suas dores e sentimentos pela Morte.