Make your own free website on Tripod.com








*Obscuro Luar*
Rituais













Home

Brincadeiras Sobrenaturais | Qual vampiro você é.. | As Fases da Morte | Cursos Excêntricos | Locadoras Virtuais | Mail *Obscuro Luar* | Wallpaper | Fórum by * Obscuro Luar * | O Perigo | Criaturas Noturnas | Tradição Vampírica | Rituais | Grupos Seguidores | São Paulo à noite | Contos Sombrios | Sobre mim | Contate-me





Rituais
















Apresento-lhes o Ritual da Lua Escura, de origem wiccana.
Para acessar os rituais anteriores bata clicar no link abaixo. A responsabilidade não é minha!

Rituais

RITUAL DA LUA ESCURA
Esta meditação ritual de limpeza e renovação deve ser executada durante a Lua Nova, quando não houver nem o menor sinal de luz à mostra. Para um melhor resultado, aconselha-se repeti-la por três noites seguidas. Para certificar-se de que esteja realizando o ritual no período certo, consulte e inicie na noite de Lua Nova.
Você precisará de uma vela preta num suporte; incenso de PATCHOULI; uma túnica com capuz preta ou de cor escura, ou ao menos uma grande toalha ou manto escuro para cobrir sua cabeça. Selecione música NEW AGE, mas ao mesmo tempo agradável de se ouvir; música que o ajude a mergulhar profundamente dentro de si. Se souber usar o som de um tambor para atingir os recantos mais profundos da meditação, poderá utilizar um tambor ou uma gravação.
No dia deste ritual, faça refeições leves e esteja atento às suas emoções. Tome um banho purificante e vista-se com a túnica escura. Evite conversar com alguém no período entre o banho e o início do ritual. Como passará algum tempo meditando, traga uma cadeira confortável ou almofadas para sentar-se perante seu altar.
Acenda o incenso e leve-o por toda a sala no sentido anti-horário, ou contra o Sol, marca o caminho da Lua Nova, a espiral descendente em direção ao caldeirão do renascimento, o desfazer da matéria formada para que possa ser remodelada em uma nova forma. Coloque o incenso sobre o altar após terminar.
Acenda a vela preta e leve-a ao redor da sala, também no sentido anti-horário. Recoloque-a no altar. Apague as luzes, deixando apenas a vela como fonte de iluminação. Sente-se diante do altar e cubra a cabeça com o capuz ou manto de modo que a maior parte da sala lhe permaneça oculta. Não enrole nada ao redor do seu rosto, pois isso restringirá sua respiração, o que é pouco recomendável.
Inicie a música ou comece a tocar o tambor. Feche os olhos, e permita que seus pensamentos afundem no âmago do seu ser. Relaxe seu corpo. Não se esforce para alcançar seus caminhos internos, mas relaxe e permita que seus pensamentos mergulhem na escuridão interior.
Visualize-se em pé dentro UM TÚNEL mal iluminado cavado na rocha viva. A trilha pela qual segue está gasta pelos pés dos outros que o antecederam. As paredes são ásperas e lâmpadas as iluminam a intervalos regulares. Você ouve vozes cantando à distância e move-se naquela direção.
Após muitas curvas e voltas no túnel, você se encontra à entrada de uma vasta caverna. O teto e as paredes distantes estão ocultas pelas sombras. No centro da caverna, um enorme caldeirão, com longas velas alinhadas numa trilha conduzindo a ele. Atrás do caldeirão há um trono, esculpido em rocha negra cintilante. Sentada neste trono, uma figura silenciosa trajando uma túnica preta, o rosto oculto pelo capuz. Suas mãos pálidas seguram uma brilhante espada. Um movimento de uma das mãos indica que você deve se aproximar.
Você caminha por entre as fileiras de velas até alcançar o caldeirão. A figura diante de você se ergue e puxa o capuz, revelando o forte rosto. Ondas de imenso poder emanam desta deidade. Os olhos são fundos poços de escuridão capazes de ver o seu verdadeiro eu. Nada pode ser ocultado dessa deidade da Lua Nova.
Quando for questionado, e decerto o será, você poderá explicar o porquê de sua vinda a este recanto, perante esta poderosa deidade. Explique exatamente o que deseja que seja alterado na sua vida, o que lhe causa insatisfação ou tristeza no estado atual das coisas. Mas não explique como deseja que as mudanças ocorram! Esteja preparado para aceitar quaisquer mudanças que a deidade de Lua Nova apresente.
Preste muita atenção a qualquer coisa que lhe seja dita. Pode ser que lhe peça para entrar no caldeirão. Esta é uma experiência espiritual fortíssima, portanto certifique-se de que está preparado para enfrentá-la. A experiência do caldeirão varia de indivíduo para indivíduo e é extremamente pessoal. Se decidir entrar no caldeirão, a deidade da Lua Nova provavelmente tocará seu coração com a espada, tomará sua mão para lhe ajudar a entrar no caldeirão, e em seguida o ajudará a sair.
O que cada pessoa experimenta no caldeirão é completamente diferente. Pode passar por uma iniciação, ter visões do futuro e/ou até mesmo ver seu corpo físico ser destruído até os ossos para em seguida ser reconstruído. Pode reviver velhas experiências, numa exibição forçada para que veja os erros que cometeu e evite cometê-los novamente no futuro. Algumas experiências, como a perda de pessoas e animais queridos, podem ser extremamente emocionais, mas são necessárias. Na maioria das vezes, a sensação de perda é seguida por contato com a pessoa ou animal amado, para mostrar que nada é totalmente destruído ou perdido.
Quando sair do caldeirão e estiver novamente em pé na caverna, diante da deidade da Lua Nova, pode ser apresentado a símbolos ou objetos que terão um significado especial para você. Alguns destes símbolos podem parecer obscuros nessa ocasião, tanto no seu sentido quanto na sua imagem. Apenas aceite-os. A explicação virá mais tarde.
No final, a deidade da Lua Nova, o saúda com a espada cintilante você se sente espiralando através da escuridão, voltando à consciência física. Você provavelmente estará respirando profundamente quando retornara este mundo. As vibrações do reino da Lua Nova são muito diferentes das do plano existencial. Pode ser até que se sinta um tanto desorientado por algum tempo.
Abaixe o seu capuz ou manto e olhe ao redor da sala. Pode ser que sinta a presença de (ou até mesmo veja) seres sobrenaturais que aqui estão para auxilia-lo a assimilar o que viu e aprendeu. Permaneça sentado por algum tempo, refletindo sobre suas experiências. Agradeça à deidade da Lua Nova por sua ajuda.
Preste muita atenção a seus sonhos durante o resto deste período da Lua, particularmente até a próxima Lua Cheia. É uma boa idéia escrever todos os detalhes de seus sonhos dos quais possa se lembrar, uma vez que mensagens através de sonhos vêm na forma de símbolos. Poucos sonhos, como os proféticos, são literais.
Acima de tudo, você deve estar preparado para aceitar e seguir as mudanças que ocorrerão em sua vida. As deidades da Lua Nova destroem e reformam energias, vidas e objetivos. É impossível crescer se não permitimos mudanças. Uma vez que nós humanos tememos e rejeitamos mudanças, as deidades da Lua Nova normalmente operam drásticas cirurgias espirituais para nos trazer de volta à nossa trilha. É preferível pedir por mudanças e desejar trilha-las do que ter que aceita-las impostas a nós. A recusa e a teimosia apenas tornam as transições necessárias ainda mais dolorosas.
Após ter efetuado várias jornadas interiores para comungar com a deidade da Lua Nova, você se entenderá melhor se sentirá mais à vontade com seu verdadeiro ser. Mudanças sempre são difíceis; esta é a natureza humana. Mas você passará a ter um senso de ordem mais fortalecido durante estes processos