Make your own free website on Tripod.com








*Obscuro Luar*
Contos Sombrios













Home

Brincadeiras Sobrenaturais | Qual vampiro você é.. | As Fases da Morte | Cursos Excêntricos | Locadoras Virtuais | Mail *Obscuro Luar* | Wallpaper | Fórum by * Obscuro Luar * | O Perigo | Criaturas Noturnas | Tradição Vampírica | Rituais | Grupos Seguidores | São Paulo à noite | Contos Sombrios | Sobre mim | Contate-me





Contos Sombrios

janela.jpg

No mês de Junho o conto " Noite Sangrenta" por Samara Abdul(eu), se exibiu nesse site e ganhou o segundo lugar no terceiro concurso de contos Adorável Noite. Para vê-lo basta clicar no link abaixo do conto que segue.
Esse conto "Desejo em Tormento" será exibido até que haja outro concurso no site Adorável Noite, que promove esses tipos de redações.
Boa diversão!!!


Desejo em tormento

Elas ousavam em provocá-lo.
Talvez fosse impossível resistir à tentação. Aquele lugar insinuava fantasias sinistras.
Imaginações despertam o pensamento e os sentidos de Ivan, um rapaz sufocado por traumas e torturas, marcado por cicatrizes e tatuagens que ele próprio fizera.
Luzes refletiam corpos seminus, dançando ao meio de velas e tochas, a música era alta e barulhenta, um tanto quanto melódica, o clima quente e diabólico.
Um lugar escondido longe da civilização, descoberto apenas por jovens perturbados que haviam atravessado o fim do poço e se deparado com a única saída, o prostíbulo que libertava suas imaginações e almas.
A expressão de prazer no rosto de Ivan era notada por aquelas figuras que se esbaldavam em sensualidade. Figuras de traços fortes e beleza fatal, capazes de estimular qualquer homem.
Ao seu lado, somente um homem de aparência estranha, sorria levemente, com um tom de graça e fascínio, gritando:
- Bravo, bravo, minhas meninas.
O rapaz se remexia na cadeira e delirava com as insinuações das dançarinas, o calor se fazia presente e com ele todo o anseio do jovem em possuí-las. Embora Ivan soubesse do perigo em se envolver com alguma daquelas dançarinas, ele teimava em esbanjar elogios e olhares insinuantes.
Aos poucos se sufocando por desejo e prazer.
Ele pede uma bebida para aliviar a tortura em ver e não poder tocar nem sentir o aroma de cada uma daquelas deslumbrantes mulheres.
Se consumindo por delírios e fantasias, Ivan não controla mais seus instintos, se via preso ao seu maior desejo, mulheres quentes o atiçando e fazendo com que ele tivesse o seu auge de prazer.
Ivan se sentia afugentado em angústia, tormento e dor. Conturbado por rejeição de seus próprios pais, buscava uma saída para a liberdade e o poder que ali se apresentava tão irresistível.
Sem noção.
Ele arranca sua camisa e diz:
- Venham. Permita que eu lhes apodere.
O suor pinga em sua testa e escorre pela sua boca, sendo absorvido por uma doce lambida de uma das suspirantes dançarinas.
Fantasias geram alucinações na atitude do rapaz que quebra um copo, passando a ponta de um caco em seu próprio peito, provocando um sangramento contínuo.
Ferozes, aquelas delirantes figuras mostram seus caninos, salivando por desejo.
Uma cena brutal e apavorante, garras desfiam panos que se espalham ao meio do chão, corpos nus, dentes afiados, olhares inquietos e respiração forte. O clima ardia a brasa e entregava todo mal em confusão, medo e abandono.
Ivan não parecia surpreso, pressentia aquele momento, ansiava por ele, aflito apenas por aquele homem ao seu lado se fazer presente.
O garoto ouve uma voz que diz docemente:
- Seu desejo será atendido de uma meia-noite a outra, mas terá de aceitar que essas criaturas lhe apoderem, trazendo a ti toda a vitalidade e beleza de um anfitrião.
Lúcido, ele permite a façanha.
Seu coração palpita forte, seu rosto pinga a suor, mãos trêmulas, olhos deslumbrados, recebe brutais mordidas, aliviadas por delirantes lambidas.
Dor e prazer se misturam, provocando o maior êxtase. Murmúrios ardentes e uivos dominam o ambiente, vasto por imagens que queimam por dentro de Ivan. O rapaz sente seu sangue escorrer, uma tontura o faz enlouquecer, gritando:
- Debrucei-me sobre meu pecado, serei imortal e vagarei por longos caminhos, pelo qual toda minha vida busquei. Enfim serei um dos sábios Mestres!
Em um segundo, milhares de alucinações, em um minuto, a meia-noite chega e com ela o poder de Ivan em possuir aquelas excitantes criaturas.
Ao se virar, todo risonho e ensangüentado, nota que aquele homem de aparência estranha havia desaparecido. Uma voz doce e melódica diz:
- Agora tem o que tanto anseia, comande suas meninas e liberte sua imaginação e alma, desatinando suas fantasias.
Uma melodia soa:
- Tão perto fica sua fantasia...Tão perdida a alcançará...
Estranho, Ivan ri sem parar num ataque de risos.





















Visite o site Adorável Noite